Tag Archives: Tricô

Os números de 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um excerto:

Um comboio do metropolitano de Nova Iorque transporta 1.200 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 7.900 vezes em 2011. Se fosse um comboio, eram precisas 7 viagens para que toda gente o visitasse.

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

Novidades

Olá,

A lista  (tarefas, desejos, sonhos) já está pronta mas é longa, só vou dizer dois ou três itens.

Continuar a ser feliz.

Apesar de algumas vicissitudes da vida, sou feliz, tenho um marido que amo profundamente, sou amada (acho!!!), amo o meu filho com verdadeira “loucura”, por eles sem duvida daria a minha vida sem qualquer hesitação.

Poupar! ainda mais!! levar lanchinho de casa para a manhã e a tarde, almoçar barato e não tomar café… vou tentar!!!

Ler mais muito mais!!!! bater o recorde (pessoal) de 2010 em que li 27 livros. Ler é um vicio e em Portugal é um vicio muito caro, pois ganhamos tão pouco que o dinheiro nem para livros dá, mas eu vou há Biblioteca Municipal de Gondomar que por acaso fica nas traseiras de minha casa, e trago os livros podem não ser muito actuais mas isso não importa, vou lendo, e a minha alma fica saciada!!! Que lindo!!!

Passar mais tempo com a família e com os amigos. Procurar e falar com aqueles amigos que já não vejo há montes de tempo, só nas festas, Natal, Páscoa, etc…. e ás vezes por mensagem. Quero revitalizar essas amizades.

Quero, quero …. continuar a “blogar” e a mostrar as minhas humildes “bricolage”.

Por falar em bricolage vou mostrar uns trabalhinhos em tricot, cá vai… espero que gostem e comentem…

Até breve.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tomás

image

Gordinhas…

Olá amigas,

Eu sempre tive problemas de peso, sempre fui “cheiinha”, sempre a fazer dietas, sempre com fome, etc… e agora depois dos 40, é um martírio, um desconsolo, um problema, até que li este artigo de opinião do escritor brasileiro (que gosto bastante) Paulo Coelho e decidi não sofrer mais, pois ele diz precisamente o que o meu marido ao longo destes 20 anos me diz – o peso não importa, gosto de ti assim… etc.

Por favor, se são gordinhas e se já passaram dos 40, tal como eu, não sofram mais, leiam as palavras sábias e cheias de ternura do Paulo Coelho.

“Opinião de um homem sobre o corpo feminino por Paulo Coelho:

Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.
Não temos a menor ideia de qual seja seu manequim. Nossa avaliação é visual, isso quer dizer, se tem forma de guitarra… está bem. Não nos importa quanto medem em centímetros – é uma questão de proporções, não de medidas.
As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheiinhas, femininas… Essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fracção de segundo. As magrinhas que desfilam nas passarelas, seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, são todos gays e odeiam as mulheres e com elas competem. Suas modas são rectas e sem formas e agridem o corpo que eles odeiam porque não podem tê-los.
Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato, são equivalentes a mil viagras.
A maquilhagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem! Para andar de cara lavada, basta a nossa. Os cabelos, quanto mais tratados, melhor.
As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas… Porque razão as cobrem com calças longas? Para que as confundam connosco? Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto. Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim. Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.
É essa a lei da natureza… que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréctica, bulemica e nervosa logo procura uma amante cheiinha, simpática, tranquila e cheia de saúde. Entendam de uma vez! Tratem de agradar a nós e não a vocês, porque, nunca terão uma referência objectiva, do quanto são lindas, dita por uma mulher. Nenhuma mulher vai reconhecer jamais, diante de um homem, com sinceridade, que outra mulher é linda.
As jovens são lindas… mas as de 40 para cima, são verdadeiros pratos fortes. Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado. O corpo muda… cresce. Não podem pensar, sem ficarem psicóticas que podem entrar no mesmo vestido que usavam aos 18. Entretanto uma mulher de 45, na qual entre na roupa que usou aos 18 anos, ou tem problemas de desenvolvimento ou está se autodestruindo.
Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas. Ou seja, aquela que quando tem que comer, come com vontade (a dieta virá em Maio, não antes; quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (sem sabotagem e sem sofrer); quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza.
Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos “em formol” nem em spa… viveram!

O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É o sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, mimados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesarianas e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos.

Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se!
A beleza é tudo isto.
Paulo Coelho”

E agora algumas fotos das minhas coisinhas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Decoupage

Olá amigas,

Hoje vou falar do meu novo hobbie “decoupage”. Primeiro vi umas “coisitas” na Net e fiquei curiosa, inscrevi-me num Workshop promovido pela Câmara Municipal do Porto no inicio de Dezembro, e gostei bastante. Mas onde comprar material de decoupage em Gondomar? No Porto existem bastantes lojas, mas estar a “trabalhar” e ter aquelas ideias que queremos concretizar logo…… e ter de ir ao Porto, bem sei só estou a 10 minutos, mas, ter que ir de carro não dá!!!! Então numas das minhas idas ao pomar, reparei que na loja de molduras tinha guardanapos, pé ante pé lá me aproximei e fiquei tão feliz que comprei logo meia duzia de guardanapos natalicios e fiquei a saber que em S.Cosme – Gondomar, existe uma lojinha que não é específica de decoupage, mas que tem muito material para o efeito.

Vamos então ver algumas das  minhas “coisitas”:

  A minha primeira caixa que fiz sozinha

Isto é o interior

Além de decoupage em caixas aprendi a fazer em vidro, e aí sim, encontrei a minha verdadeira paixão, fiz vários pratos de feitios e tamanhos diferentes, no entanto não vou mostrar todos porque são para oferecer no Natal, e não convém serem vistos antes de ser oferecidos.

Este foi o primeiro pratinho que fiz

Este é de Natal mas é meu!!!!

Bem por hoje já chega, despeço com muito carinho e até amanhã.

Bons sonhos.

Voltei!!!

Olá, depois de tanto tempo voltei. Espero ter mais tempo e disponibilidade para vir aqui com mais frequência.
Agradeço desde já todas as mensagens que recebi durante a minha ausência, mas lamento informar que já não possuo os gráficos dos quadros que fiz em ponto de cruz para o meu filhote.
Não fiquem tristes não tenho os gráficos do ponto de cruz mas vou explicar como se fazem os carapins de bébe vermelhos que tanto sucesso fizeram.
Monte 20 malhas na agulha e faça 20 voltas de liga, ou seja, tem que fazer um quadrado de liga, se a lã for mais grossa tal como os meus, monte 16 malhas na agulha e faça 16 voltas de liga e remate não muito apertado. Repita a operação até ter 4 quadrados de liga. O segredo destes carapins está na forma como se cosem. Quando já tiverem os quadrados feitos cosem 2 lados (ver foto).

Numa das partes já cosidas( quadrado) dobra-se a meio e cosem esse meio que são 3 partes (ver foto)

Rematam-se as pontas vira-se do direito e já está …..


Se houver dúvidas comentem que eu respondo.
Brevemente falarei do meu mais recente hobbie – decoupage, e da minha nova paixão o meu sobrinho neto – Tomás.
Bjs